VINHOS E OSTRAS

A ostra é um marisco bivalve que desperta paixão e ódio, uns adoram e outros detestam.

A harmonização clássica sempre foi com os vinhos espumantes, principalmente o Champagne. Devido à discreta aromaticidade das ostras, vinhos brancos muito frutados, florais ou com muita madeira não combinam bem com elas, mascarando seus belos aromas marinhos. Como possuem salinidade, acidez e muito iodo, necessitam de vinhos brancos leves e de médio corpo, com boa acidez e mineralidade.

Da França, os Chablis Village, os Muscadets do Loire e alguns Sauvignons Blancs são ótimos parceiros. Da Itália, um Pinot Grigio e um Greco di Tufo da Campania também vão muito bem. Em Portugal encontramos vários parceiros para as ostras, desde os minerais Alvarinhos do Norte, os Viosinhos, os belos Arintos de Bucellas até os Torrantez dos Açores. Para as ostras gratinadas com queijos, um Chardonnay sem barrica ou um Arinto também se comportam bem.

A Importadora Barrinhas conta com vários desses vinhos para acompanhar as ostras, mas vou indicar dois que para mim são excelentes parceiros:

Alvarinho Deu La Deu 2018 – Adega de Monção – Portugal

Vinho de médio corpo, frutado, com predominância de pêssego e nuances de maracujá e abacaxi. Bem seco e com toques minerais. 

Bucellas Arinto 2018 – Caves Velhas – Portugal

Branco de médio corpo com tons esverdeados, aromas frutados e cítricos e toques florais. Ótima mineralidade e média acidez.

Deixe uma resposta

×